Rio entrega o prêmio Webdoc para alunos das Naves do Conhecimento

img_9609
A Prefeitura do Rio entregou, nesta quinta-feira (15/12), o prêmio Webdoc em reconhecimento aos melhores documentários feitos por alunos das oito Naves do Conhecimento, que fizeram o curso “Meu Rio Vale um Webdoc”. A cerimônia de premiação marcou o lançamento da plataforma homônima ao curso e a entrega do certificado de conclusão no Imperator Centro Cultural João Nogueira, no Méier. Sete categorias (Melhor Webdoc Nave, Roteiro, Fotografia, 360º, Plano Aéreo, Personagem e Júri Popular) foram premiadas. Todo o conteúdo pode ser acessado pela plataforma meuriovaleumwebdoc.com.br.
— Capacitamos as pessoas para profissões do Terceiro Milênio, um dos objetivos das Naves do Conhecimento. O conteúdo produzido é de alta qualidade, haja vista a importância da história dos bairros e dos personagens retratados”, disse o secretário especial de Ciência e Tecnologia, Franklin Coelho.
Aulas sobre vídeo, fotografia e interatividade do ambiente digital permitiram que os estudantes exibissem a história e o cotidiano dos bairros onde as naves estão instaladas. Os webdocumentários, ou simplesmente “webdoc”, são um gênero de audiovisual que agrega a interatividade da internet às múltiplas possibilidades narrativas do documentário. A iniciativa da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia contou com a parceria da Cria Projetos, que ensinou como a partir de uma plataforma web, o espectador navega pelo webdoc e interage com os conteúdos criando seu próprio percurso.
– A nossa proposta se encaixou com a da secretaria no objetivo de oferecer atividades do futuro em uma cidade muito midiática, mas que não contempla todas as suas regiões. As Naves do Conhecimento complementam esta lacuna. Ver o brilho nos olhos dos alunos é recompensador”, disse o fotógrafo Felipe Varanda, diretor do “Cria Projetos” e um dos professores do curso.
A plataforma “Meu Rio Vale um Webdoc” traz um mosaico de “postais audiovisuais” da periferia carioca, englobando os oito bairros e comunidades que sediam as Naves do Conhecimento participantes do curso: Santa Cruz, Padre Miguel, Vila Aliança, Madureira, Irajá, Penha, Triagem e Nova Brasília (Complexo do Alemão). Os alunos identificaram e representaram as principais paisagens e personagens (de ruas, praças, centros culturais e comerciais à rodas de rap e de capoeira, compositores, religiosos e peladeiros) existentes nestas regiões localizadas fora do circuito turístico do Rio de Janeiro. O resultado são sobrevoos, cenas em 360 graus, time lapses, entrevistas, clipes musicais, percursos e leituras poéticas disponíveis para serem explorados na plataforma.
img_9510
Vencedora na categoria de Melhor Fotografia, Ellen Cristina Moraes, da equipe de Triagem, já tem planos para o futuro. “Eu não tinha nenhuma noção de fotografia mas, agora, depois de ser a responsável pelo setor na produção do webdoc, vou investir na área e pretendo ser fotógrafa profissional”, afirmou a estudante de 15 anos, moradora do Condomínio Bairro Carioca do projeto “Minha Casa, Minha Vida”, composto por famílias retiradas de áreas de risco da cidade.
O curso apresentou ao aluno técnicas básicas do audiovisual e da fotografia, bem como tecnologias de imagem contemporâneas como câmera 360 graus e o vídeo aéreo com drone. Além do contato com equipamentos de ponta, o curso ofereceu caminhos acessíveis de produção, com a utilização de aplicativos web e redes sociais, câmeras compactas e smartphones. Ao longo do programa, iniciado em julho de 2016, os alunos desenvolveram suas habilidades em exercícios individuais e em grupo, dentro de um fluxo que culminou com a prática colaborativa onde cada turma produziu o webdoc de sua Nave e juntas montaram o grande mosaico da plataforma “Meu Rio Vale Um Webdoc”.
A equipe da Nave do Conhecimento de Vila Aliança foi premiada com Menção Honrosa na categoria Roteiro e foi um reconhecimento do esforço de Guaratini Mendonça de Oliveira. Com 61 anos, Guaratini é catador de material reciclável e recordista no número de cursos feitos na Nave que leva o nome do ativista negro Abdias do Nascimento. “Já fiz mais de 20 cursos na nave e, no ano passado, ganhei o prêmio de Melhor Vídeo no projeto ´Meu Rio Vale um Filme”, disse, destacando os cursos que mais o encantaram. “Empreendedorismo, fotografia e programação de computador. Agora, sei planejar uma firma”.
Estiveram presentes ao evento a presidente do Museu da Imagem e do Som, Rosa Maria Araújo, a coordenadora geral de Projetos da SECT, Maria Helena Cautiero, a jurada do prêmio e diretora da empresa Uview 360, Karina Firme, além de moradores dos oito bairros onde ficam as naves.
Vencedores
Melhor Webdoc: Nave do Conhecimento de Madureira
Melhor Roteiro Webdoc: Nave do Conhecimento de Santa Cruz
Melhor Fotografia: Nave do Conhecimento de Triagem
Melhor Plano Aéreo: Nave do Conhecimento da Penha
Melhor Vídeo 360 graus: Nave do Conhecimento de Madureira
Prêmio Voto Popular: Nave do Conhecimento de Santa Cruz
Melhor Personagem: Gabrielzinho do Irajá (Nave do Conhecimento de Irajá) e Tiãozinho da Mocidade (Nave do Conhecimento de Padre Miguel)

img_9633

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s