Aula inaugural da 7ª edição do Forsoft-Rio para os 100 alunos classificados

bannerprojeetobaixaA Secretaria de Ciência e Tecnologia da Cidade do Rio de Janeiro (SECT), em parceria com a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), realiza, nesta quinta-feira (07/abril), às 14h, no Instituto InfNet, no Centro do Rio, a aula inaugural da 7ª edição do Curso de Introdução à Tecnologia da Informação com Inglês Técnico (Forsoft-Rio), projeto que oferece, gratuitamente, cursos de programação de computadores para jovens de 18 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social e que estejam cursando ou tenham concluído o terceiro ano do ensino médio. A aula será para os 100 alunos classificados entre os mais de 1.100 inscritos no processo de seleção.
São duas turmas de 50 alunos que, durante seis meses, terão aulas de segunda à sexta-feira, das 13 às 17h em Introdução à Programação nas linguagens Java, DotNet e Framework Mobile para os sistemas Android, IOS e Windows Phone, e em Infraestrutura de Redes com ênfase em Linux e Windows Server, seguindo a metodologia Cisco, ambos com Inglês Técnico voltado para o mercado de TI. Haverá ainda visitas guiadas à empresas do ramo, além de trabalhos e estudos à distância. Durante o curso, os alunos terão auxílio-transporte. Participarão da aula inaugural o secretário de Ciência e Tecnologia, Franklin Coelho, o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), Márcio Lacs, e o reitor do InfNet, Eduardo Ramos, entre outros.
O projeto visa formar jovens de 18 a 24 anos como Programadores de Sistema com Inglês Técnico voltado para Tecnologia da Informação. Tem como parceiras empresas que participam como “madrinhas” dos alunos, visando promover, desde o início, uma integração entre o futuro empregado e sua empregadora, bem como assegurar tanto uma seleção adequada de jovens com aptidão para programação de computadores, como uma qualidade do curso à altura das exigências normais da empresa para a função de “Programador Iniciante” ou equivalente.

Ao final do curso, previsto para o final do ano, as empresas madrinhas têm o compromisso de contratar, no mínimo, um terço dos formandos, em regime CLT, com salários compatíveis com o nível iniciante de mercado. A média de contratação das 6 primeiras turmas foi acima de 50%. O Forsoft-Rio trabalha em cima da demanda dessas empresas madrinhas, gerando mão de obra qualificada para um mercado em expansão, carente de profissionais.

Em 2014, o Forsoft-Rio recebeu prêmio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD-UNESCO) por atuar na área de capacitação de jovens em Tecnologia da Informação e Comunicação. O projeto participou do Prêmio ODM Brasil (Objetivos do Milênio) e ficou entre os 60 finalistas, conquistando o certificado que comprova a contribuição do curso para o alcance do 8º Objetivo do Milênio, “Todo Mundo Trabalhando pelo Desenvolvimento”, estipulado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s