SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA INAUGURA CASA RIO DIGITAL EM SANTA TERESA

Moradores da Comunidade Júlio Otoni vão ter cursos de informática. Inscrições abertas.

Inauguração da Casa Rio Digital de Santa Tereza_220914 031Com noventa anos e moradora da comunidade Júlio Otoni desde o surgimento da favela, na década de 50, em Santa Teresa, dona Maria Jesuina dos Santos foi apresentada à internet na manhã desta terça-feira (23/SET), pelos bisnetos Luiz Gustavo, de 7 anos, e Maria Eduarda, de 5. Eles participaram da inauguração de mais uma Casa Rio Digital (CRD), espaços de capacitação on-line e presencial da Prefeitura coordenados pela Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SECT), em parceria com a Ong Rede de Desenvolvimento Humano (REDEH). A partir desta quarta-feira, eles já poderão se inscrever nos vários cursos ministrados no local.

Inicialmente, já estão abertas inscrições para os cursos de “Alfabetização Digital”, “Tecnologia e Comunidade” e “Tecnologia do Trabalho”, além do acesso a internet em banda larga para tarefas de trabalhador autônomo, estudo e lazer. A CRD foi instalada na sede do Centro Comunitário Júlio Otoni. “Gostei”, se limitou a dizer dona Maria Jesuina, mãe de 5 filhos, 7 netos e já encaminhando os 2 bisnetos para se cadastrarem na CRD.

Inauguração da Casa Rio Digital de Santa Tereza_220914 053Atualmente, a SECT administra 32 Casas Rio Digital pela cidade do Rio de Janeiro, equipadas com microcomputadores e equipamentos multimídia, conectados à internet em banda larga, utilizados diariamente para cursos e oficinas nas áreas de tecnologia de rede, tecnologia do trabalho e tecnologia voltada para atividades comunitárias. As CRDs têm acordo de cooperação técnica com as empresas Intel e Cisco.

– Este espaço é uma ação de cidadania. Transformamos uma casa abandonada, escura, em um espaço de luz”, disse a coordenadora geral da REDEH, Thais Corral, sobre o Centro Comunitário que possui ações de reforço escolar, aulas de inglês, capoeira, educação ambiental, artesanato e, agora, inclusão digital. “Quero voltar aqui nos próximos meses para entregar certificados para as pessoas conquistarem uma chance de ter uma carreira profissional e sentirem orgulho de onde moram”, completou a coordenadora executiva da REDEH, Maria Aparecida Schumaher.

Inauguração da Casa Rio Digital de Santa Tereza_220914 021Os cursos de “Tecnologia e Comunidade” e “Tecnologia do Trabalho” são direcionados, respectivamente, para aprendizes com pouco conhecimento em informática e para quem apresentar nível intermediário de conhecimentos no mundo virtual. As atividades e projetos executados nos cursos envolvem o tema comunidade e priorizam a utilização do computador como ferramenta profissional. O curso de “Alfabetização Digital”, por sua vez, é direcionado para quem ainda não utiliza o computador em seu cotidiano. As aulas vão desde identificar cada peça do computador, a como acessar a internet e navegar no mundo virtual utilizando as ferramentas disponíveis.

Os cursos fazem parte do programa “Intel Aprender”, que procura desenvolver nos alunos o pensamento crítico, a disposição para o trabalho em equipe e o espírito de colaboração. O conteúdo do programa explora as ferramentas tecnológicas a partir de atividades e projetos adaptados às realidades das comunidades onde moram os alunos.

– No ano passado mais de 3.000 pessoas se formaram nos cursos disponibilizados nas Casas Rio Digital. Agora, é a vez da comunidade Julio Otoni, que recebeu com tanto carinho o projeto. A Casa Rio, além de oferecer cursos na área de Tecnologia da Informação, também disponibiliza acesso à internet, oferecendo um espaço para estudo, trabalho e lazer para a população”, disse o subsecretário de Ciência e Tecnologia, Carlos Antônio da Silva, que representou o secretário Franklin Coelho no evento.

Inauguração da Casa Rio Digital de Santa Tereza_220914 066A idade mínima para fazer os cursos é de 12 anos e para os candidatos com idade inferior a 18 anos é necessária a apresentação da documentação dos responsáveis. Em 2013, 3.100 alunos fizeram os cursos de “Alfabetização Digital” e do Programa “Intel Aprender” (“Tecnologia e Comunidade”e “Tecnologia do Trabalho”), além de “Montagem e Manutenção de Micro”, “Programação WEB”, “Arte Digital” e “IT Essentials (Tecnologia de Informação e Comunicação de Dados), da Cisco, empresa parceira do projeto.
Para o agente de segurança Rodrigo Vinicius do Nascimento, de 32 anos, a instalação da CRD na comunidade abre um leque de opções para os jovens e adultos do local. “É a chance de membros das 500 famílias que formam nossa comunidade adquirirem uma profissão ou aprenderem a usar o computador”, disse Rodrigo que, há 4 meses. reabriu a Associação de Moradores Renascer da Júlio Otoni.

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s