PREFEITO LANÇA MARCA DOS 450 ANOS, ASSINA DECRETO CULTURAL E PREMIA IDÉIAS PARA O CALENDÁRIO COMEMORATIVO DA CIDADE

Vencedores de Bangu e Irajá utilizaram as Naves do Conhecimento na votação popular virtual

Logo Rio 450 anos 059bA Prefeitura do Rio lançou, nesta quarta-feira (21/05), no Palácio da Cidade, a marca comemorativa pelos 450 anos da cidade, celebrados em 2015. O escritório Crama Design Estratégico foi o vencedor do concurso promovido pela Prefeitura e que teve a participação de outros 27 escritórios de design. Foi apresentado ainda o calendário preliminar das comemorações e o prefeito Eduardo Paes assinou decreto que valoriza a memória e a cultura popular carioca, além de regulamentos sobre o uso da marca. As comemorações começam no Réveillon 2015 e se estenderão até março de 2016.

O escritório vencedor optou por uma solução gráfica. Com poucos traços, a marca dos 450 anos pode ser desenhada, personalizada e compartilhada facilmente. O sorriso que ela inspira representa a alma carioca e reforça sua personalidade. A fácil reprodutibilidade foi um dos principais critérios do concurso para a escolha, cuja gestão coube ao Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH) e ao Centro Carioca de Design (CCD), com o respaldo da Associação dos Designers Gráficos do Brasil.

– A marca é fantástica. Adorei e estou cheio de ideias para sua utilização. Queremos que o carioca a utlize livremente. A partir de agora, estará presente em nossas ações e intervenções pela cidade. Ela reflete a alma do carioca – disse Paes.

Durante o lançamento da marca, o Prefeito Eduardo Paes assinou o decreto que institui o Programa de Valorização da Memória e da Cultura Popular Carioca, o Pró Carioca. O Programa prevê três eixos de atuação: memória, cultura popular e conhecimento, cujas ações serão definidas em planos de trabalhos próprios.

Em outubro, haverá outro grande momento. A tradicional Festa da Penha receberá um tratamento especial e serão entregues as seis iniciativas sugeridas e escolhidas pelos cariocas por meio do portal rio450anos.com.br.

Logo Rio 450 anos 132bO calendário comemorativo preliminar indica os marcos que serão trabalhados em 2015. O grande momento será o mês de março, quando a cada um dos cinco fins de semana surgirá um tema inspirado por algumas expressões consagradas pelos cariocas: “Cidade Maravilhosa”, para exaltar a carioquice; “Gentileza Gera Gentileza”, para inspirar a cidadania; “Do Leme ao Pontal”, para trabalhar o movimento; “Minha Alma Canta”, para celebrar a musicalidade; e “Aquele Abraço”, para ressaltar o jeito hospitaleiro do carioca.

Os outros pilares do calendário comemorativo são datas com as quais os cariocas já têm uma forte relação afetiva: os dias de São Sebastião (20/01), de São Jorge (23/04), do Chorinho (23/04), da Consciência Negra (20/11) e do Samba (01/12). O mês de julho será dedicado às crianças, tendo em vista que é o mês de férias escolares. Em fevereiro de 2016, último mês do calendário comemorativo, haverá um grande encontro acadêmico para debater os próximos 50 anos do Rio de Janeiro. A Conferência do V Centenário reunirá especialistas nas áreas de mobilidade, sustentabilidade, inovação e urbanismo.

Naves do Conhecimento participam da consulta popular: Dentro do espírito de fazer com que os cariocas fossem os protagonistas desde o momento do planejamento do calendário, a Prefeitura do Rio lançou em dezembro de 2013 uma consulta pública por meio do portal rio450anos.com.br para saber quais festas e quais presentes o carioca desejava para a cidade. No início deste ano, as sete Naves do Conhecimento entraram na campanha, disponibilizando todo o seu aparato tecnológico na divulgação e votação da população.

Depois de receber quase 1,5 mil sugestões, foram selecionadas 30 iniciativas finalistas que foram submetidas a votação popular. Os autores das seis iniciativas mais votadas em cada Área de Planejamento da prefeitura e uma para “Todo o Rio” receberam´, das mãos do prefeito Eduardo Paes, uma placa de agradecimento em reconhecimento a contribuição. Foram cem mil votos computados ao longo de um mês e meio.

O grande destaque da votação foi o Festival de Bossa Nova em Ipanema que superou a marca de 30 mil votos, sagrando-se vencedor na AP2, que engloba Zona Sul e Tijuca. Em seguida, vieram sugestões para as AP 3 e 4, respectivamente, a reforma da pista de skate da Praça Nossa Senhora da Apresentação, em Irajá, e a arborização da Estrada de Três Rios, em Jacarepaguá, que superaram a marca de 14 mil votos.

Logo Rio 450 anos 042bNa AP5, que corresponde a Guaratiba, Santa Cruz, Bangu, Campo Grande e arredores, o programa de mutirão para a pintura de fachadas e muros de casas levou a melhor com cerca de quatro mil votos. Aluno dos cursos oferecidos pela Nave do Conhecimento de Vila Aliança, o aposentado José Luís Pereira Silva, de 62 anos, foi encorajado a sugerir uma ideia no portal rio450anos.com.br como um exercício da aula de informática. Incomodado com a poluição visual gerada pelos imóveis descascando ou necessitando de pintura, José Luís não pensou duas vezes e pediu a realização de um mutirão para solucionar a questão.

– Pensei que ninguém iria ler minha ideia. Estou muito feliz em saber que quase quatro mil pessoas que votaram também pensam iguais a mim. No aniversário da cidade, nada mais justo que o presente de nossa região seja um bem comum a todos nós. Sonho com uma cidade mais limpa, sem essa poluição visual que nos ronda”, disse o morador de Vila Aliança.

A idéia vencedora na região do Grande Irajá (Reforma da pista de skate da Praça Nossa Senhora da Apresentação) também contou com o apoio da Nave do Conhecimento local. Situada em frente à Igreja de Nossa Senhora da Apresentação, a pista é ponto de encontro dos praticantes de esportes radicais há mais de uma década e já apresenta sinais de uso que inviabilizam a prática. Na reta final da votação, os skatistas, comandados pelo empreendedor social Charles Silva, do Coletivo Briza, se mobilizaram. A sugestão protagonizou a disputa mais emocionante da consulta pública, disputando voto a voto a preferência do público da Zona Norte entre a idéia de reformar a pista de skate e a de promover torneio de futebol com os times tradicionais locais. Como muitos participantes não têm internet em casa, utilizaram a lan table da Nave do Conhecimento para votarem na idéia de sua preferência.Venceu a da reofrma da pista de skate, com 14.981 votos.

Duas ideias que reverenciam a memória da cidade foram destaques. Na AP1 (Centro Histórico e Zona Portuária), uma exposição com material histórico coletado junto à população angariou quase mil votos e foi a vencedora. Para a categoria “Todo o Rio”, a ocupação cultural da Ladeira da Misericórdia, logradouro mais antigo da cidade e resquício do mítico Morro do Castelo, foi a vencedora com mais de 4 mil votos.

Durante a consulta pública, as Naves do Conhecimento disponibilizaram para os seus frequentadores o acesso prioritário em seus computadores ao portal Rio450anos.com.br. como forma de estimular os cariocas a escolher as seis iniciativas populares que foram incluídas no calendário dos 450 anos do Rio de Janeiro. Foram instalados papeis de parede em todas as telas dos mais de 420 terminais de computadores desses espaços digitais de alta tecnologia remetendo o usuário para o portal rio450anos.com.br. Além disso, as Nuvens do Conhecimento (telões de 50 polegadas onde os frequentadores localizam os conteúdos disponíveis nas Naves) exibiram o portal, proporcionando uma votação com apenas alguns toques na tela.

– A Prefeitura quer que o carioca seja o grande protagonista dessa festa. Por isso, resolvemos ouvir o cidadão desde o planejamento do calendário”, disse Marcelo Calero, presidente do Comitê 450 anos. O secretário de Ciência e Tecnologia, Franklin Coelho, responsável pela rede de Naves do Conhecimento, destacou a importância da votação. ” É uma consulta que permite à população dizer onde a prefeitura deve investir o dinheiro do contribuinte”.

Logo Rio 450 anos 157bAlém da reforma da pista de skate e da realização do campeonato de futebol, outras três ideias completaram a lista para a área de planejamento que engloba Irajá: realização de concerto de música clássica em Ramos, a criação de um polo de reciclagem na Zona Norte e festival de grafite e de batalha do passinho no Alemão.

Decreto valoriza a memória e a cultura popular carioca: No eixo conhecimento estão previstas ações de estímulo ao estudo da história da cidade, seus símbolos e repertório artístico e cultural, além de seus personagens emblemáticos. O objetivo é reforçar a identidade do carioca com sua experiência civilizatória. As escolas municipais deverão realizar semanalmente cerimônia de hasteamento da bandeira da cidade, acompanhada da execução do hino oficial, “Cidade Maravilhosa”. Além disso, serão desenvolvidos conteúdos pedagógicos e didáticos para aprofundar o ensino sobre cultura popular carioca. As escolas particulares poderão aderir ao programa, tendo acesso a conteúdo virtual que será disponibilizado pela prefeitura.

No eixo cultura popular, a ideia é promover a diversidade do repertório artístico e cultural e as manifestações culturais locais. Já no eixo memória, coordenado pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, serão criados novos circuitos para a valorização do patrimônio material e imaterial da cidade, seja ele oficialmente reconhecido ou popularmente consagrado. O cidadão também será chamado a participar identificando marcos e lugares de memória cultural e afetiva.

O prefeito também assinou decreto que aborda a gestão da marca dos 450 anos. Ficam definidas três categorias de uso para a marca: livre, obrigatório e licenciada. A imagem será de livre uso para pessoa física, micro e pequenas empresas, microempreendedores individuais, além de entidades sem fins lucrativos, declaradas de utilidade pública e classistas. Aos entes federais e estaduais, com exceção dos que forem de economia mista e empresas públicas, também podem utilizar a marca gratuitamente.

O uso obrigatório será destinado a órgãos e entes da administração municipal direta e indireta, concessionárias e permissionárias de serviços públicos municipais e também a eventos, festivais, publicações e projetos apoiados pela Prefeitura do Rio. Já o licenciamento é destinado a pessoas jurídicas que apoiem projetos do calendário comemorativo dos 450 anos.

O corpo de jurados para a escolha da marca foi presidido pelo arquiteto Washington Fajardo, presidente do IRPH, e composto pelo diplomata Marcelo Calero, presidente do Comitê Rio450; pelo publicitário André Eppinghaus; pelo artista plástico Ângelo Venosa; e pelos professores Bruno Porto (UnB) e Evelyn Grumach (PUC-Rio) e Joaquim Redig (da PUC-Rio). Joaquim trabalhou no escritório PVDI com Aloísio Magalhães – autor da marca da comemoração do IV Centenário, festejado em 1965.

Nas festividades do IV Centenário, o símbolo criado teve um papel fundamental no engajamento e mobilização dos cariocas, sendo reproduzido em diferentes lugares da cidade. A marca criada pelo designer Aloísio Magalhães conseguiu captar o espírito de um tempo e, sobretudo, sintetizou os anseios de uma cidade em busca de identidade depois da transferência da capital para Brasília.

 

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s