PRAÇAS E NAVES DO CONHECIMENTO PARTICIPAM DE EXPOSIÇÕES QUE MARCAM OS 50 ANOS DA DITADURA MILITAR NO BRASIL (1964/1985)

resistir é preciso2   resistir é precisoresistir é preciso3        A Secretaria de Ciência e Tecnologia da Cidade do Rio de Janeiro (SECT), em parceria com o Centro Cultural Banco do Brasil, vai levar para as duas Praças e cinco Naves do Conhecimento a exposição “Resistir é Preciso”, instalada no CCBB, no Centro da Cidade, como marca pelos 50 anos da ditadura militar instalada no país de 1964 a 1985. Idealizada pelo Instituto Vladimir Herzog, a mostra apresenta as lutas pela reconstrução da democracia por meio das artes plásticas, obras de fotojornalismo, videodepoimentos e documentação do período.

Fotos e documentos serão expostos nas galerias digitais das Praças e Naves do Conhecimento e oficinas com debates e palestras serão realizadas durante o mês de abril, período do golpe militar que derrubou o presidente João Goulart, em 1964. Serão formados grupos de frequentadores das Praças e Naves para visitas guiadas à exposição no CCBB.

A mostra reúne um expressivo conjunto de obras de arte e documentos históricos que apresentam a militância de artistas que denunciaram abusos e crimes da ditadura militar brasileira. Entre os painéis da exposição está a coleção de Alípio Freire, jornalista e ex-preso político, que reuniu obras de artistas plásticos como Sérgio Freire, Flávio Império, Sérgio Ferro e Takaoka – produzidas no período de cárcere, no presídio Tiradentes, em São Paulo. A mostra traz também ilustrações de Rubem Grilo, ilustrador de publicações como o Movimento, Opinião e Pasquim, jornais da década de 1970, e imagens dos fotojornalistas Luis Humberto e Orlando Brito, que têm importante participação nos registros da história do País. Ambos registraram fotos na ditadura que expressavam o cotidiano político brasileiro. Muitas dessas imagens foram censuradas e só mais tarde se tornaram conhecidas. A Curadoria da exposição é de Fábio Magalhães.

Serão apresentadas ainda obras de Hélio Oiticica, Nelson Leirner, Ana Maria Maiolino, Cildo Meireles, Lygia Pape, dentre outros artistas, além de instalações e projeções criadas exclusivamente para a exposição. Praça do Alemão: O período da ditadura militar já está sendo discutido na Praça do Conhecimento de Nova Brasília. Da últilma segunda-feira até o próximo sábado, o espaço de cultura digital realiza atividades educativas relacionadas a esta época da história brasileira.

Os moradores das 13 comunidades do complexo de favelas vão assistir a vários filmes sobre o período, além de vídeos, exposição fotográfica, áudio, músicas compostas na época e debates. “MEMÓRIAS de 1964 a 2014” foi aberta nesta segunda-feira, com debate dos moradores com quem se destacou na luta contra a censura e de quem, anonimamente, lutou contra as arbitrariedades deste período. Deram seus depoimentos o secretário de Ciência e Tecnologia da Cidade do Rio de Janeiro, Franklin Coelho, o arquiteto Claudius Ceccon, e o advogado Júlio Senra, todos presos durante a ditadura militar.

A exposição no Alemão consta das seguintes atividades:

1 – Combustão Sonora: pequenas caixas de som foram espalhadas em pontos estratégicos da Praça do Conhecimento transmitindo os principais fatos registrados em áudio.

2 – Exibição de Filmes: Haverá exibição diária de filmes sobre a ditadura militar. Serão exibidos filmes sobre personagens e acontecimentos de nossa história recente, como “Lamarca”,”O que é Isso, Companheiro?”,” Pra Frente Brasil”, “O Dia Que Durou 21 Anos”.

3 – Intervenções de Rua: o entorno da Praça do Conhecimento será ocupado com atividades culturais. Além de exibições de filmes, o grupo Música na Calçada apresentará canções que se tornaram hinos dos militantes contra a Ditadura.

4 – Projeções: um belo acervo fotográfico e depoimentos da época serão projetados nas paredes interiores do prédio da Praça do Conhecimento a fim de ambientar visualmente o espaço com o que marcou o período.

5 – Rádio ao vivo: alunos do curso de Áudio Digital, através da “Rádio Fala, Complexo” vão entrevistar, ao vivo, convidados especiais e o público frequentador da Praça.

6 – Rodas de conversa: após a exibição dos filmes, um grupo de pessoas será o cicerone de uma viagem aos dias vividos na época da ditadura, procurando discutir quais as consequências que repercutem e influenciam nossas vidas até os dias de hoje. CRONOGRAMA EXPOSIÇÃO MEMÓRIAS – 1964 A 2014

DATA

HORÁRIO

EXIBIÇÃO DE FILMES

RODAS DE CONVERSAS

INTERVENÇÃO DE RUA

PROJEÇÃO DE FOTOGRAFIAS

SEGUNDA (24/03)

Abertura da Exposição

13h30

Cabra Marcado Para Morrer

16H30 às 18H30

Julio Senra, Claudius Ceccon e Secretário Franklin Coelho

14H30 às 16H30

Esquete Teatral com “Ensaio Aberto”

14H

Projeções nas Paredes da ALA

TERÇA

(25/03)

Manhã (Alunos e Convidados):

9h às 12h30

Documentário “Marighella”

Equipe, Frequentadores e Convidados.

_

Projeções nas Paredes da ALA

Tarde (Alunos e Convidados):

14h às 17h

Batismo de Sangue”

Equipe, Frequentadores e Convidados.

_

Projeções nas Paredes da ALA

Noite (Anfiteatro):

A partir das 18h

O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias”

Equipe, Frequentadores e Convidados.

Exibição de filme no Anfiteatro

Projeções nas Paredes da ALA

QUARTA

(26/03)

Manhã (Alunos e Convidados):

9h às 12h30

O que é isso, companheiro?

Equipe, Frequentadores e Convidados.

_

Projeções nas Paredes da ALA

Tarde (Alunos e Convidados):

14h às 17h

Pra Frente Brasil!

Equipe, Frequentadores e Convidados.

_

Projeções nas Paredes da ALA

Encerramento:

a partir das 17h

_

Equipe, Frequentadores e Convidados.

Flashmob com Orquestra de Cordas

Projeções nas Paredes da ALA

QUINTA

(27/03)

13h30 às 18h

Lamarca

Equipe, Frequentadores e Convidados.

Graffiti (Dia Nacional do Graffiti)

Projeções nas Paredes da ALA

SEXTA

(28/03)

13h30 às 18h

Jango

Equipe, Frequentadores e Convidados.

Música na Calçada

Projeções nas Paredes da ALA

SÁBADO

(29/03)

14h

Zuzu Angel

Equipe, Frequentadores e Convidados.

Projeções nas Paredes da ALA

Evento: Exposição “MEMÓRIAS – de 1964 a 2014” Data: 24 a 29 de março de 2014. Horário: a partir das 8h30 Local: Praça do Conhecimento de Nova Brasília (Praça do Terço, ao lado do Cine Carioca. Acesso pela Rua Nova Brasília, na altura do nº 1.919 da Avenida Itaóca, em Inhaúma – Complexo do Alemão).

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s