Comunidade Mandela recebe “Casa Rio Digital” Papa Francisco, em Manguinhos

Inaugurado hoje, espaço de inclusão digital vai oferecer cursos profissionalizantes

DSC_0354_CRD Manguinhos

A Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia (SECT) e a Pastoral do Menor da Arquidiocese do Rio de Janeiro, inauguraram, hoje (14/agosto), a Casa Rio Digital Papa Francisco, na comunidade Mandela II, em Manguinhos, bairro visitado pelo Sumo Pontífice quando da realização da Jornada Mundial da Juventude, no mês passado.A “Casa” vai funcionar na sala onde antes eram dadas as aulas de catequese da Capela São Miguel Arcanjo, instalada nos fundos da favela, à beira do Rio Faria Timbó. Agora com ar-condicionado, 11 computadores com internet banda larga, equipamentos multimídia e monitores capacitados, vai oferecer, incialmente, os cursos de “Alfabetização Digital”, “Tecnologia e Comunidade” e “Tecnologia do Trabalho”.

O interessse dos moradores por conhecimento e em ter acesso à tecnologia, em uma comunidade com um dos IDHs (Ìndice de Desenvolvimento Humano) mais baixos da cidade, foi visto logo na primeira hora de funcionamento. Dezenas de adolescentes já ocuparam as mesas com computadores e uma pequena fila foi formada na porta do espaço de inclusão digital.

As adolescentes Steffany Santos, 16 anos, Letícia Lima, 12, e Suellen Santos, 13, conversavam com o amigo Josuel dos Santos, 14, sobre qual curso frequentar. “Queremos fazer todos para nos preparar para o mercado de trabalho e para o mundo mas, confesso, vou também acessar o meu Facebook”, disse, com concordância dos amigos. Lorhane Roberta, de 14 anos, foi a primeira a sentar em uma das mesas. “Moro aqui em frente. Tenho computador em casa mas, sem internet. Fica desligado o tempo todo. Farei os cursos e não precisarei mais ir a casa da minha prima para acessar os meus emails”, comemorou a aluna do ensino fundamental de uma escola local.

DSC_0408_CRD ManguinhosAs “Casas Rio Digital” são espaços de capacitação on-line e presencial distribuídos pela cidade do Rio de Janeiro. Atualmente são 25 espaços em funcionamento e com acordo de cooperação técnica com as empresas Intel e Cisco. Os espaços também podem ser utilizados pelo cidadão para navegação na internet, ter um endereço de correio eletrônico, estudar, trabalhar e para o lazer”.

O secretário de Ciência e Tecnologia, Franklin Coelho, comemorou a inauguração da 26ª Casa, a quinta em parceria com a Pastoral do Menor. “Com uma visão de generosidade e de futuro, este espaço é superabençoado pela Papa Francisco e por Orani Tempesta. Saúdo a participação entusiástica da comunidade. Este espaço é de vocês e continuamos juntos”, disse, ao lado do bispo auxiliar do Rio, Dom Roque Costa, e apontando para as fotos na parede do Papa e do arcebispo do Rio de Janeiro. O cônego Manoel Manangão classificou a Casa Rio Digital como um legado da Jornada Mundial da Juventude, realizada no Rio no mês passado com a presença do Papa e de milhões de peregrinos. “Aqui é um espaço para que as pessoas tenham um outro olhar para o mundo. É uma maravilha se unir a pessoas para a fazer a diferença e para construir uma sociedade mais justa e mais unida”. O vigário episcopal, Padre Alex Siqueira, fez coro. “Aqui, vivemos e semeamos a paz, em meio à violência. Hoje, vivemos e semeamos o amor, em meio à solidariedade.

O coordenador da Pastoral do Menor, Romeu Cortes, lembrou das dificuldades enfrentadas. “Os primeiros espaços de inclusão digital foram muito dificeis mas, após a parceria com a SECT, tudo ficou mais fácil. Estamos mais próximos das comunidades”.

DSC_0362_CRD ManguinhosOs primeiros cursos a serem ministrados no local são os de “Tecnologia e Comunidade” e “Tecnologia do Trabalho” e são direcionados, respectivamente, para aprendizes com pouco conhecimento em informática e para quem apresentar nível intermediário de conhecimentos no mundo virtual. As atividades e projetos executados nos cursos envolvem o tema comunidade e priorizam a utilização do computador como ferramenta profissional. O curso de “Alfabetização Digital”, por sua vez, é direcionado para quem ainda não utiliza o computador em seu cotidiano. As aulas vão desde identificar cada peça do computador, a como acessar a internet e navegar no mundo virtual utilizando as ferramentas disponíveis.

O conteúdo do programa explora as ferramentas tecnológicas a partir de atividades e projetos adaptados às realidades das comunidades onde moram os alunos. A idade mínima para fazer os cursos é de 12 anos e para os candidatos com idade inferior a 18 anos é necessária a apresentação da documentação dos responsáveis. O funcionamento da Casa Rio Digital Papa Francisco é de segunda à sexta-feira, das 9 às 18h. Ela funciona em imóvel anexo à Capela São Miguel Arcanjo, na Rua 21, Quadra 29 – Comunidade Mandela II – Manguinhos

Também participaram da inauguração o subsecretário de Ciência e Tecnologia, Marcos Villaça, a assessora especial da SECT, Maria Helena Cautiero, o Padre Aldo de Souto, o diácono Vicente Freitas e a conselheira da Pastoral do Menor, Maria Christina Sá.

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s