Empreendedores tiram dúvidas sobre microcrédito no Tabajaras

Nesta quarta-feira, 18 de abril, um grupo de empreendedores do Tabajaras e Santa Marta se reuniu na Associação de Moradores do Tabajaras para discutir sobre Microcrédito. Carlos Antônio, assessor da Secretaria de Ciência e Tecnologia e especialista no assunto, esclareceu as dúvidas dos participantes.

O encontro faz parte de um projeto de capacitação que está sendo desenvolvido pela Diretoria de Desenvolvimento Econômico do Instituto Pereira Passos (IPP). Iniciado no Tabajaras e no Santa Marta, o programa traça ações de acordo com o perfil econômico das comunidades, que, neste caso, apresentam uma veia turística. De acordo com Daniela Tavares, Gerente de Projetos do IPP, o projeto atende às demandas dos empreendedores locais. “É um projeto piloto participativo. A própria comunidade pediu uma palestra sobre o assunto. Era uma necessidade deles”, disse.

A palestra reuniu comerciantes, artesões e moradores que pretendem hospedar turistas abrindo hostels nas comunidades. Carlos Antônio explicou do que se trata o microcrédito, quais as melhores formas de gerir o dinheiro e como obtê-lo. Além disso, ajudou os participantes a identificar a necessidade de utilizar a ferramenta em seus negócios.

Segundo Alex Fonseca, dono do bar MHZ Cantão, localizado na Ladeira dos Tabajaras, o evento trouxe esclarecimento para todos. “Eu já tinha conhecimento sobre o assunto. Aliás, estou tentando o microcrédito há algum tempo, pois gostaria de investir no meu negócio”, disse.

Sentimento partilhado por Vera Mendes, dona do restaurante Fino Paladar, que deseja dar mais conforto aos meus clientes. Mas a palestra acabou esclarecendo que, para ela, o microcrédito não seria a melhor opção. “Não conhecia o microcrédito, mas pelo que vi, não atende a maior parte dos comerciantes locais, pela burocracia e a rígida análise dos bancos”, afirmou.

Os dois fazem parte do grupo de comerciantes envolvidos no projeto do IPP. De acordo com Vera, os empreendedores da comunidade se tornaram mais unidos após a implantação da UPP. “Após a pacificação, programas de incentivo chegaram até nós. Hoje, eu vejo os comerciantes de mãos dadas para que a economia local cresça. Na comunidade dividimos o pouco e o transformamos em muito. Com esse espírito, pretendemos tocar esse projeto e atrair turistas para o morro”, declarou.

Fonte: http://www.uppsocial.com.br

Anúncios

Sobre sectrj

Blog da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro
Esse post foi publicado em Notícias e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s